Varicocele: como detectar o problema?

Varicocele: como detectar o problema?
27 de fevereiro de 2020 Dra. Nubia
Varicocele

Você já ouviu falar em varicocele? Também chamada de “varizes do testículo”, a varicocele consiste em uma dilatação anormal das veias testiculares. Estima-se que, no Brasil, cerca de 2 milhões de homens convivam com este problema, de acordo com o Hospital Israelita Albert Einstein.  

Acompanhe esse artigo e descubra mais sobre a doença e como detectá-la!

O que é?

Como dito, a varicocele consiste em uma dilatação anormal das veias testiculares. Como as veias do cordão espermático (estrutura que sustenta e mantém o testículo) ficam bloqueadas, a doença dificulta o retorno venoso à região. Esse é o mesmo processo de dilatação que acontece com as varizes da perna. 

Trata-se de uma doença congênita, ou seja, o indivíduo já nasce com o problema, mas ele só se manifesta tempos depois, normalmente na adolescência ou no início da vida adulta. 

Leia também: 

Doenças comuns entre os homens e como evitá-las

Diagnóstico da varicocele

A detecção da varicocele é bastante visual. É possível que o paciente perceba uma dilatação ou uma tortuosidade nas veias do saco escrotal, que podem formar estruturas parecidas com “cachos de uva” na bolsa escrotal. 

Caso o paciente identifique esses sinais, é extremamente importante que marque uma consulta com um urologista, para que ele observe e avalie o quadro da região. Em seguida, ele pode solicitar exames de imagem como Ecografia de Bolsa Escrotal com  doppler  para confirmar as suspeitas. 

Também é possível que o urologista solicite exames de esperma, a fim de verificar a qualidade e quantidade das substâncias produzidas. 

Sintomas

É mais comum que a varicocele atinja, por questões anatômicas, o lado esquerdo do testículo. O homem pode sentir dores e sensação de peso na região atingida, além de desconforto. Caso a dilatação cresça demais, complicações estéticas podem ocorrer. .

Há casos, entretanto, em que a doença é assintomática. 

A varicocele pode causar infertilidade?

Em estágios mais avançados, a varicocele pode sim causar infertilidade. Isso porque os espermatozoides precisam de uma temperatura baixa (cerca de 2 graus abaixo da temperatura corporal) para serem produzidos é justamente por isso que os testículos ficam “fora do corpo”. A dilatação das veias, entretanto, forma uma cobertura ao redor do órgão que aumenta o calor na região. 

Outra razão para a infertilidade é a baixa oxigenação provocada pela dificuldade de circulação do sangue nos testículos.

Por isso, é muito importante tratar a varicocele logo no início de suas  manifestações. Ainda assim, mesmo nos quadros mais avançados, é absolutamente possível reverter a eventual  infertilidade por meio de cirurgia!

Tratamento

O tratamento pode incluir o uso de suspensório escrotal durante atividades físicas e medicamentos por via oral para desinflamar a região e amenizar as dores. 

Caso exista risco, má produção de sêmen ou alguma relação com infertilidade, é essencial que haja intervenção cirúrgica para reverter essa condição. A cirurgia é bem simples e tem um curto período de repouso e recuperação. 

Prevenção

Não há formas de prevenir a varicocele. Porém, é possível facilitar o tratamento caso o homem desenvolva a doença. 

Dessa forma, é muito importante sempre manter as consultas em dia, pois o quanto antes ela for diagnosticada, mais eficiente e rápido será o tratamento. 

Leia também: Que médico procurar para um check-up?

Se estiver precisando marcar check-ups de rotina para fazer exames de imagem, entre em contato conosco!

Confira os convênios que atendemos!

 

Leia também: 6 vantagens de agendar seu exame na Clínica Viver