Exames ginecológicos: conheça os principais

Exames ginecológicos: conheça os principais
30 de outubro de 2019 Dra. Nubia
Exames ginecológicos prestes a serem realizados por médica ginecologista

Os exames ginecológicos devem fazer parte da rotina de check-up de todas as mulheres, após a primeira menstruação, pelo menos uma vez ao ano. Para realizá-los, você deverá se consultar periodicamente com um ginecologista.

Mas como os exames são realizados? Preciso me preparar? Para entender melhor sobre os possíveis procedimentos que serão indicados, continue lendo o artigo.

Quais são os principais exames ginecológicos?

A lista de exames ideais para o seu check-up dependem de uma série de fatores. Genética e idade são os mais importantes entre eles. Sendo assim, cada mulher deve ser submetida a exames específicos para o acompanhamento de sua saúde conforme seu histórico geral de vida.

Entretanto, há alguns exames principais que geralmente são recomendados para a maioria das mulheres que já iniciaram a vida sexual. Confira!

  • Papanicolau

No exame, é feita uma raspagem para coletar o material do colo do útero. Após a coleta, é realizada uma análise desse material, e por meio dela é possível identificar lesões e tumores. 

O Papanicolau é um exame extremamente importante para a prevenção e diagnóstico de doenças e tem como objetivo principal identificar infecções e câncer no colo uterino. Vale ressaltar, no entanto, que o exame de Papanicolau não é realizado em pacientes virgens.

  • Toque vaginal

O exame de toque vaginal acontece da seguinte forma: por meio de dois dedos introduzidos na vagina e uma mão pressionando o abdômen, o médico ginecologista pode examinar o canal vaginal, o colo do útero, as trompas e os ovários. 

Como um exame de rotina, a inspeção deve ser feita anualmente. Isso porque, por meio dele, diversos problemas no aparelho reprodutor feminino podem ser detectados. 

  • Histeroscopia

Também conhecido como endoscopia vaginal, a histeroscopia examina a cavidade uterina por meio de um aparelho que gera as imagens. De maneira geral, trata-se de um exame indolor, mas que pode gerar certo desconforto após o procedimento. 

  • Colposcopia

É um exame realizado com o objetivo de de avaliar o colo do útero, a vulva e a vagina. Normalmente é recomendado em caso de alterações em outros exames, como o Papanicolau

A Colposcopia consiste em usar uma espécie de lupa (colposcópio) para visualizar detalhadamente a região, após a aplicação de substâncias químicas que evidenciam lesões no colo uterino. O exame dura aproximadamente 10 minutos. Para a realizá-lo, a mulher não pode estar menstruada, além de não ter relações sexuais nos dois dias precedentes. 

O exame é indicado, especialmente, para indicação no HPV.

  • Vulvoscopia

Como o próprio nome já sugere, o exame é feito para examinar a vulva e complementa à colposcopia. Por meio dele, é possível avaliar toda a área vaginal, assim como identificar alterações na região que não podem ser vistas a olho nu. Na maioria dos casos, a vulvoscopia é feita para diagnóstico de doenças como a candidíase e câncer vulvar, HPV e suspeita de carcinoma. 

Alguns cuidados são importantes para a realização do exame, como: não estar menstruada e não ter relação sexual a partir das 48 horas que antecedem o exame. 

Como devo me preparar para o exame ginecológico?

Os exames variam de acordo com as necessidades e momento da vida de cada mulher. Entretanto, há algumas dicas essenciais para a visita ao ginecologista. Confira:

  • Consulte-se fora do período menstrual 

É uma primeira dica mais do que essencial e existem vários motivos para isso. Alguns exames não podem ser feitos durante o período menstrual, isso porque não é possível fazer a coleta de alguns materiais. Já outros exames podem ser mais desconfortáveis durante a menstruação. Então, de maneira geral, para não perder um dia de consulta, é recomendável que a mulher leve em consideração o calendário menstrual.

  • Esvazie a bexiga antes da consulta

Com a bexiga vazia o exame ginecológico se torna mais confortável. É importante também porque o corpo fica mais relaxado e isso ajuda durante o exame.

  • Pense previamente no que falar para o ginecologista

Já teve a sensação de acabar de sair de uma consulta e não ter tido todas as dúvidas respondidas? Ou que esqueceu de falar algo importante para o médico? Então, para evitar que isso aconteça, já chegue na consulta com todos os questionamentos em mente. Afinal, esses detalhes podem fazer muita diferença, certo?

Exames de imagem mais solicitados

Durante uma consulta com um médico ginecologista, é comum que alguns exames sejam feitos no próprio consultório. Outros, no entanto, serão solicitados para a realização em clínicas de diagnóstico por imagem. 

Nesse sentido, dentre os exames mais solicitados pelos médicos, estão: 

  • Ultrassom transvaginal: o médico avalia a região pélvica da paciente, incluindo o útero, os ovários e as trompas. Sendo assim, é possível identificar alterações importantes em grande parte do aparelho reprodutor feminino. 
  • Ultrassonografia pélvica: a ultrassonografia realizada em pacientes que não iniciaram a vida sexual é a ultrassonografia pélvica,  para avaliar o útero e ovários, e é feita pelo abdome, com a bexiga cheia. É muito importante, também, na suspeita de puberdade precoce.
  • Ultrassonografia mamária: por meio de um aparelho de ultrassom, são criadas imagens internas das mamas da mulher. Visualizando essas imagens, o médico pode identificar nódulos sólidos ou líquidos (cistos) e avaliar as suas características. A ultrassonografia das mamas pode ser feita em qualquer idade e, geralmente, é recomendada a partir dos 25 anos, ou quando a paciente sente alguma alteração nos seios ou dores na região. 
  • Densitometria óssea: principalmente após a menopausa, o exame é extremamente importante para detectar o surgimento de osteoporose. Isso porque, depois do período, é normal que os ossos da mulher fiquem mais porosos, facilitando o desenvolvimento da doença.
  • Mamografia: após os 40 anos, sem dúvida, esse é um exame que deve ter total atenção. Os médicos recomendam a realização do exame uma vez ao ano. Durante o exame, são examinadas as mamas, com o objetivo de identificar alguma possível alteração.

————————————————————-

É extremamente importante que, após a puberdade, todas as mulheres se preocupem em realizar exames de check-up pelo menos uma vez por ano. E agora você já está preparada para o seu exame ginecológico! Nós aqui da Clínica Viver estamos prontos para te receber, agende a sua consulta clicando aqui.